Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/single.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/single.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/single.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/header.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/header.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/header.php on line 4
Rubéola: Saiba mais sobre Vacina, Sintomas e Tratamento




Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/sidebar.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/sidebar.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/sidebar.php on line 4

Rubéola: Saiba mais sobre Vacina, Sintomas e Tratamento

Saúde — por Amoleka 18/10/2011 16:28

Saiba tudo sobre a Rubéola Adquirida e Congênita – Principais Características: Causada por vírus. A erupção cutânea tem início normalmente na face e na região retroauricular (atrás da orelha) progride rapidamente e generaliza-se no fim de aproximadamente 24 horas. À medida que o exantema (erupções avermelhadas na pele) alcança os membros, vai desaparecendo na face e no tronco. Ocorre endemicamente em todos os continentes, predominando na primavera e no inverno.

– Incubação: Varia entre 14 e 21 dias (18 dias, em média).

Principais Sintomas da Rubéola:

Sintomas Rubéola Adquirida: Nas crianças passa despercebida quase sempre, sendo as erupções avermelhadas na pele o primeiro sinal evidente da doença, às vezes precedido por coriza discreta e diarreia.

Em adolescentes e adultos ocorre dor ocular, deglutição dolorosa, cefaléia, dor nos músculos, febre, calafrios, náuseas e/ou falta de apetite. Podem também ocorrer mal-estar geral, tosse, coriza e hiperemia conjuntival. Um aumento do volume de gânglios linfáticos (particularmente os existentes atrás da orelha e no pescoço) é comumente observado 4 a 10 dias (até 18 dias) antes da instalação das erupções avermelhadas na pele.

Sintomas da Rubéola

Sintomas da Rubéola

Sintomas Rubéola Congênita: O recém-nascido pode, apesar de infectado, apresentar-se sem nenhuma lesão ou distúrbio aparentes. Muitas anomalias poderão passar despercebidas nos primeiros meses ou anos de vida, particularmente as alterações auditivas e visuais.

Uma das manifestações mais comuns da síndrome da rubéola congênita, já evidente ao nascimento, é o retardo do crescimento, que persiste após o parto. Surdez neuro-sensorial é a manifestação mais frequente da doença, podendo ser parcial, completa, uni ou bilateral; muitas vezes é a única manifestação da rubéola congênita.

– Contágio: Até uma semana depois do aparecimento da exantema (erupções avermelhadas na pele).

– Transmissão: Por secreções nasofaríngeas ou, indiretamente, por partículas contaminadas veiculadas pelo ar, assim como pela urina de crianças com rubéola congênita.

Transmissão Congênita: Ocorre principalmente no primeiro trimestre da gravidez. O vírus da rubéola é transmitido ao feto durante a infecção materna. O risco de infecção fetal depende fundamentalmente da idade gestacional em que a rubéola materna ocorre.

Rubéola Tratamento

Tratamento da Rubéola:

Tratamento Rubéola Adquirida: Sintomático; antitérmico/analgésico e anti-inflamatório são os medicamentos cuja prescrição se torna necessária com maior frequência.

Tratamento Rubéola Congênita: Não há tratamento específico. A terapêutica deve ser orientada para a correção ou atenuação das alterações existentes; intervenção cirúrgica para as malformações congênitas cardíacas, aplicação de medidas apropriadas (em clínicas especializadas) para as deficiências auditivas, e assim por diante. Não parece estar indicada a corticoterapia em presença de púrpura trombocitopênica.

– Tempo de Isolamento:

Rubéola Adquirida: O doente hospitalizado deve ser mantido em isolamento durante 5 dias após o aparecimento do exantema. Em domicílio, o paciente será orientado para evitar contato com pessoas suscetíveis, particularmente com gestantes.

Rubéola Congênita: A maioria dos recém-nascidos com rubéola congênita elimina prolongadamente o vírus a partir do momento do parto; se hospitalizados, devem ser mantidos em isolamento até que se prove, através de estudos virológico, que deixaram de serem excretores. Os familiares receberão orientação para que, em domicílio, seja evitado qualquer contato dessas crianças com gestantes.

– Complicações em Adultos e Crianças: Febre, artralgia (dornas articulações) e artrite (inflamações nas articulações) são as complicações mais comuns da rubéola adquirida, observadas em aproximadamente 10% das crianças. Tenossinovite (inflamação da bainha do tendão), mialgia (dor nos músculos) e neunte periférica (inflamação do nervo periférico) acompanham às vezes a artrite. Raramente ocorre meningoencefalite, púrpura trombocitopênica e outras alterações neurológicas.

Vacinação Rubéola

– Sequelas na Gestação: Quando ocorre durante a gestação, a rubéola pode determinar malformações congênitas de extrema gravidade.

– Prevenção: Vacina contra Rubéola.

– Imunidade: Vacina, vacinação infantil ou infecção prévia.

A seguir artigos relacionados à Rubéola: Saiba mais sobre Vacina, Sintomas e Tratamento

  • No Related Post

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/comments.php on line 2

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/comments.php on line 2

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/comments.php on line 2

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment



Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/footer.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/footer.php on line 4

Warning: Illegal string offset 'id' in /home/amoleka/public_html/wp-content/themes/yamidoo/footer.php on line 4